Conselho Artístico

Alexandre Mousquer

Nascido em Florianópolis, estudou piano e canto lírico com Domingos Moreno e Helder Cadore. Na Escola de Música e Belas Artes do Paraná, teve como mestres em canto, Denise Sartori e Neyde Thomas. Dentre outros mestres destacam-se, Luiza Gianinni, Marília Vargas, Carlo Colombara, Marconi Araújo, Ivanna Speranza e Eiko Senda. Apresentou-se como solista com a OSSCA, Orquestra SCAR e OSIMPA. Interpretou personagens nas óperas “Il Maestro di Cappella”, “Gianni Schicchi”, “Mirandolina”, “Fosca” no Theatro São Pedro em São Paulo e “L’ocasione fa il Ladro”. Integrante do Coro da Camerata Antiqua de Curitiba vem atuando como solista, apresentando-se no Brasil e exterior. Atualmente é o Representante do Coro da CAC. Alexandre desenvolve trabalho como professor de técnica vocal e regência coral.


Darci Almeida

Possui bacharelado em Canto e Especialização em Pedagogia Instrumental e Performance pela Universidade Estadual do Paraná / EMBAP. Fundadora e cantora do Quarteto Angra e Canto Colonial, realizou concertos pelo Brasil e exterior. Como coralista e solista teve participação em concertos e gravações com diversas formações artísticas atuando no Brasil, Estados Unidos e Europa. Passando pelos cargos de representante, assistente da direção artística e coordenadora, há mais de 25 anos integra o Conselho da Camerata Antíqua de Curitiba, sendo uma das responsáveis pela pesquisa e elaboração da programação artística. Tem sido colaboradora de artistas e pesquisadores em publicações com ênfase na cultura musical. Desde 2014, se dedica como Delegada ao Plano Nacional de Cultura no setorial de música para Curitiba.


Francisco de Freitas Jr.

Nasceu em Fortaleza, onde iniciou seus estudos musicais sob orientação do Prof. Vasquen Fermaniann. Em Fortaleza, atuou como spalla da Camerata Universidade Federal do Ceará entre 1981 e 1985. Participou dos principais festivais de música do Brasil, em Teresópolis, Gramado e Campos do Jordão. Aos 17 anos, transferiu-se para Curitiba, onde ingressou, através de concurso público, na Orquestra Sinfônica do Paraná, permanecendo nesta até 1991. Graduou-se em violino pela Escola de Música e Belas Artes do Paraná. Teve aulas com Paulo Sampaio Florêncio, Moysés de Castro, Marco Damm e Roberto Hübner. Após a temporada de 1988 como músico convidado, é selecionado para o quadro oficial de músicos da Camerata Antiqua de Curitiba. Integrou o Quarteto Iguaçu e o Quarteto Araucária. Foi professor de violino da EMBAP. Paralelamente à carreira de músico, trabalha na área de produção e administração de espetáculos musicais e concertos.


Janete Andrade

Estudou na Escola de Música e Belas Artes do Paraná e Faculdade de Educação Musical do Paraná FEMP. Realizou a Direção Artística do I e II (1996-1997) Festival Internacional de Música Antiga e Tradição Oral, promoção da Secretaria de Estado da Cultura em parceria com as seguintes instituições internacionais: The British Council, Royal Academy of Music,  Association Française de Action Artistique,  Pro Helvetia, Consulado da Holanda, Generalitat de Catalunya.

No ano de 2005 foi convidada pelo Consulado Geral dos Estados Unidos, para visitar as principais Instituições musicais americanas como Chicago Symphony Orchestra, Ravinia Music Festival, Berklee School of Music, New England Conservatory of Music, Boston Symphony Orchestra, Tanglewood Music Festival, Juilliard School of Music, Brooklin College of Music entre outras.

Em 2008 foi convidada a participar do IV Congresso Iberoamericano de Compositores, Diretores, Arranjadores de Bandas Sinfônicas e Ensembles. Em  2010  foi convidada pelo Consulado Geral dos Estados Unidos  a participar do “International Visitor Leadership Program” esponsorizado pelo United States Department of State, Bureau of Educational and Cultural Affairs, para visitar instituições culturais como Library of the Congress em Washington, Jazz Museum, Tipitina Foundation, NOOCA em New Orleans e Library of the Performing Arts at Lincoln Center e MOMA (com a curadoria de música contemporânea do museu) em Nova York entre outras instituições.

Desde o ano de 2001 é Coordenadora de Música Erudita da Fundação Cultural de Curitiba e Instituto Curitiba de Arte e Cultura, nos quais encontram-se sob sua responsabilidade a Camerata Antiqua de Curitiba, Série de concertos organizados na comunidade e a Direção Artística Geral da Oficina de Curitiba um dos maiores Festivais de Música da América Latina.


Mara Campos

Regente coral desde 1978, formando e dirigindo inúmeros conjuntos, como: CORALUSP, Coral da Aliança Francesa, Coral da Escola de Música e Belas Artes do Paraná, Coral do Portal, Grupo Som-A-Pino, Coral Paulistano do Theatro Municipal de São Paulo e os Corais Infantil e Juvenil da Escola Municipal de Música. Mara Campos recebeu orientação de Adriana Ribeiro e Maria Luiza Carvalho, Benito Juarez, Hugg Ross, Henrique Gregori, J. E. Gardiner, Beth Pinheiro, Osvaldo Lacerda e Damiano Cozzella, além dos cantores Lucia Passos e Fernando Carvalhaes. Integrou o Projeto Villa-Lobos de Canto Coral – INM/FUNARTE e foi professora de Regência e Canto Coral em 20 edições da Oficina de Música de Curitiba. Regente convidada dos coros ingleses BBC Singers, New College e The Sixteen, do conjunto Vox Brasiliensis, da instalação coral Concerto Concreto da Bienal “A Trama do Gosto” e da gravação do CD Villa-Lobos, em Paris (França), respondeu pela criação e direção musical dos espetáculos ZAP – O Resumo da Ópera e Coro dos Contrários – 22. Mara Campos criou e coordenou os Festivais de Coros da Aliança Francesa, Igreja São Francisco, Grupo Pão de Açúcar e o Encontro de Coros Camargo Guarnieri do Festival do Theatro Municipal de São Paulo. Integra o Projeto Canto em Movimento junto a escolas de ensino fundamental do SESI em São Paulo, e é  professora de regência e canto coral da Faculdade de Música Cantareira e da FITO – Conservatório Villa-Lobos. Mara Campos é Diretora Musical e Regente do Coro da Camerata Antiqua de Curitiba.


Marino Galvão Junior

Formado pela Universidade Federal do Paraná em Comunicação Social com habilitação em Relações Públicas. Especializado em Commedia dell’Arte pela Scuola Internazionalle del’Attore Comico de Reggio Emília – Itália.

Mestre em Gestão do Espetáculo pela SDA Boconi de Milão, em parceria com o Piccolo Teatro de Milão e Accademia Teatro Scala de Milão, ator, diretor de produção e diretor teatral pelo SATED – PR. Iniciou sua carreira em 1987, na Associação Atlética Banco do Brasil em 1987 quando recebeu o Prêmio FITAP de teatro amador como ator revelação por “Sonho de uma noite de verão” de William Shakespeare.

Esteve em mais de 80 espetáculos entre profissionais e amadores. Em 1997 foi selecionado para integrar o espetáculo “Aurora da Minha Vida”, de Naum Alves de Souza com direção de Gabriel Villela e produção do TCP – Teatro de Comédia do Paraná.

Em 2002 foi selecionado pelo programa “ApArtes” da CAPES/MEC e cursou pós-graduação em artes cênicas com ênfase em commedia dell’arte na Italia, onde passou um período de 18 meses dividindo-se entre aulas teóricas, práticas, representações e assistência de direção. Em 2006 encena “Werther” de Goethe, destaque da revista BRAVO! Durante o Festival de Teatro de Curitiba.

Em 2011, através de uma Bolsa-Residência da FUNARTE, cursa o Master in Managment dello Spettacolo pela SDA Bocconi de Milão, em parceria com o Piccolo Teatro de Milão e a Accademia Teatro Scala de Milão.

Em 2014 participa da Mostra de Teatro Contemporâneo do Festival de Curitiba com o espetáculo “Tumba de Cães”, obra da premiada autora italiana Letizia Russo e vencedor do premio Myriam Muniz naquele ano. Durante este mesmo ano tem participação ativa durante a Conferência Municipal extraordinária de Cultura e colabora para a redação final da minuta do futuro sistema municipal de cultura.

Em 2015 encena o Auto da Compadecida de Ariano Suassuna incluindo no espetáculo diversas referências da commedia dell´arte italiana. Em 2015 recebe o convite para assumir a presidência do Instituto Curitiba de Arte e Cultura.


Martinho Lutero Klemann

Natural de Joinville, é formado em regência pela UNICAMP e em contrabaixo pela EMBAP. É também violonista. Atuou como cantor solista em óperas como “La Serva Padrona” (Pergolesi), “A Moreninha” (Mahle) e “O Fantasma de Canterville” (Zenamon). Foi regente de diversos corais, entre outros o Coral da Sociedade Lírica, Coral da UNIVILLE e Coral Campinas. Foi contrabaixista da Orquestra de Câmara de Blumenau e regente da Orquestra da Lírica. Atuou como maestro convidado da Orquestra de Câmara de Blumenau e da Orquestra Cidade de Joinville. Foi diretor da Escola de Música “Villa-Lobos” e da Opus – Escola de Música. De 2013 a 2014, coordenou o projeto “Domingo no Campus”. Atualmente, é regente do Coral da Universidade Positivo e integrante do 5UP. É membro da Camerata Antiqua de Curitiba desde 2004 e atual coordenador da orquestra.


Winston Ramalho

Spalla e Diretor Artístico da Camerata Antiqua de Curitiba e da Orquestra de Câmara da Cidade de de Curitiba. Começou a estudar violino aos 8 anos de idade. Foi orientado no Brasil e no exterior pelos professores Hildegard Soboll, Marco Damm, Elisa Fukuda, Wolfgang Redik , Naoko Tanaka e da famosa pedagoga Dorothy DeLay na Juilliard School de Nova Iorque. Posteriormente foi aluno e assistente do consagrado professor e solista Tibor Varga na UNIVERSITÄT FÜR MUSIK UND DARSTELLENDE KUNST GRAZ na Áustria. Foi primeiro lugar de vários concursos nacionais e internacionais, entre eles o Jovens Instrumentistas do Brasil, I e II Concurso Paulo Bosisio, Concurso Jovens Solistas da Osesp, Prêmio Jovem Talento do Soroptimist International of the Americas, Prêmio do Público no Shell Competition for Young Musicians em Londres. Foi membro e violinista convidado das Orquestras Sinfônica do Paraná, Orquestra Sinfônica de São Paulo, Grazer Synphonishes Orchester, Recreation Orchester Graz, Orquestra Filarmônica de Viena, Orquestra de Câmara de Viena. No ano de 2008 foi Diretor Artístico da série de Concertos Internacionais no Mosteiro de São Bento, e no ano de 2009 foi também curador da série de concertos internacionais “Clássicos dos Clássicos” realizada no Teatro da União Cultural Brasil-EUA. Na temporada 2011 apresentou-se como camerista na série de concertos da Fundação Oscar Americano em São Paulo, Centro Cultural de São Paulo, Teatro Positivo e Capela Santa Maria em Curitiba e no 31º Festival de Música de Londrina. É profesor de violino da Oficina de Música de Curitiba. Desde 2014 é spalla e Diretor Artístico da Camerata Antiqua de Curitiba e da Orquestra de Câmara da Cidade de Curitiba.


PATROCINADORES