Histórico

O Conservatório de Música Popular Brasileira de Curitiba dedica-se ao ensino, à pesquisa e à produção de eventos artístico-culturais na área da Música Popular Brasileira. Oferece cursos semestrais nas áreas de instrumento, canto, teoria, estruturação musical e prática de conjunto. Promove workshops e bate-papos musicais com importantes artistas da música brasileira e organiza programas musicais com o objetivo de incentivar e divulgar o trabalho dos músicos curitibanos.

Possui uma fonoteca, com acervo sonoro com mais de 4.500 títulos, entre elepês, CDs, fitas cassete e de vídeo, e conta também com uma biblioteca especializada em música popular brasileira.

Também é a sede dos grupos artísticos mantidos pela Fundação Cultural de Curitiba – Orquestra À Base de Corda, Orquestra À Base de Sopro, Vocal Brasileirão, Brasileiro (infanto-juvenil) e Coral Brasileirinho (infantil). Mantém uma programação variada de eventos como o AFINA-SE, que promove apresentações dos alunos ao término de cada semestre e a Canja do CMPB, que incentiva os alunos a subir ao palco de maneira informal, entre outros.

O prédio que abriga o Conservatório de MPB de Curitiba é uma das unidades históricas do centro de Curitiba. O antigo Sobrado dos Guimarães foi construído em 1897 para servir de residência à família de Manoel Antonio Guimarães Neto. Depois foi utilizado para atividades comerciais. Entre 1905 e 1979 abrigou a Casa Ivaí, a tipografia da família Locker, o Hotel São José e por último o Hotel do Machado, que sofreu um incêndio em 1979.

O Conservatório de Música Popular Brasileira de Curitiba surgiu com a revitalização do Setor Histórico da cidade. Adquirido pela prefeitura de Curitiba na década de 1980, o imóvel passou por obras de restauração que tiveram início em 7 de julho de 1992. O objetivo desta restauração era reciclar e valorizar prédios históricos que estavam sem uso. Um destes prédios era o antigo sobrado dos Guimarães. A inauguração oficial do prédio como Conservatório de Música Popular Brasileira de Curitiba se deu em 07 de outubro de 1993 em homenagem aos 80 anos do nascimento do poeta Vinicius de Moraes.

O uso do casarão reciclado como conservatório de música, fez do prédio um Memorial da Música Brasileira e é elemento importante na animação do setor histórico de Curitiba.


PATROCINADORES